FANDOM



RESERVADO POR BRUNO. FAVOR NÃO EDITAR


História

Capítulo 1: O Encontro

Henri é um aluno novo na escola. Inicialmente, ele está procurando seu nome na lista de salas enquanto Lyla, Jasmine, Clement o observam. Jasmine acha estranho o fato de seu rosto lhe lembrar de algo.

Há uma possibilidade de ambos estarem na mesma sala, o que deixa Lyla empolgada, já que gosta de conhecer novas pessoas, e aparentemente gostaria que ele fosse amigo dos três. Logo, ele sai em direção a sala. Lyla e seus amigos encontram Henri na frente da sala, logo, Henri olha para trás e vê Lyla, esta acha que ele percebeu que ela estava olhando. Logo, na chamada, seu nome é revelado pela professora Professora Casaniola, e ele levanta a mão, após, é possível ouvir algumas risadas, possivelmente de Jessica, e Enzo.

Lyla, afirma por pensamento que o nome Henri é a cara do aluno novo. Mais tarde, no outro dia, ele é visto na porta da sala, o que mostra que ele gosta de chegar cedo. Logo após, Lyla chama ele, e afirma que ele aparenta não ter vida social. Eles tem uma curta conversa até a Casaniola chegar, Henri entra na sala e deixa Lyla, Jasmine e Clement para trás. Após entrarem na sala, Casaniola passa uma atividade, onde Henri é o primeiro a terminar, fazendo Lyla acreditar que ele é super inteligente. Jessica faz um comentário desagradável sobre o mesmo, mas ele não liga, algumas pessoas riem e a professora ignora. Logo, Henri apresenta, sem olhar o papel, com uma pronuncia perfeita, todos no local ficam boquiabertos. Lyla entende que ele ama música, video-game, histórias em quadrinho e livros de ficção cientifica. Jessica fala que ele era um perfeito CDF e filho do papai, e os outros alunos riem da "piada" dela. Mais tarde, depois da aula do professor Novarra, Clement afirma que o aluno novo é bom mesmo, e que não era muito de "papo"; Logo, Jasmine fala para deixarem ele tranquilo, pois era novo e estava se acostumando com a escola, e por isso não era muito sociável, e que talvez seja feliz sozinho.

Minutos depois, eles veem Enzo e sua gangue de olho no Henri, que estava lendo um livro, e aparentemente Enzo está rindo como um bebezão, já que consegue ser muito infantil. Logo, Enzo pergunta se Henri se incomoda se ele apresentar "seus brothers", Henri responde não; Enzo descreve Henri como o novo nerd da classe, com olhares debochantes. Moletom n° 1 pergunta se Enzo tem certeza se ele é realmente um nerd, logo, Moletom n° 2, responde que não parece ser nerd, que tem cara de idiota e parece mais um geek; Moletom n° 3 logo diz que o nome Henri é paia, e ninguém usa hoje em dia. Enzo pergunta o que Henri estava lendo, este diz com uma resposta bem clara e direta, "Um livro". Enzo pergunta novamente que livro, mas Henri continua lendo e ignora Enzo. Moletom n° 3 fala pra Henri que eles estão falando com ele, Enzo diz para deixar pra lá, pois, se bobearem podem ser mais jovem que ele, e afirma que sabe por fontes seguras que Henri é um repetente. Henri afirma que sim, e esta afirmação surpreende a Gangue dos Moletons, pois queriam magoar ele, mas ainda assim a gangue debocha dele sobre ele ser nerd, pois nerds não repetem, e caem na gargalhada. Enzo, compra briga com Henri, e Henri solta o livro e levanta para encarar Enzo. Lyla, porém interrompe uma futura briga que poderia ser ocasionada, e ao voltar para Clement e Jasmine, recebe reclamações de Clement.

Mais tarde, ele é citado em meio a uma conversa entre Alex e Lyla, mas Alex revela que não está nem um pouco interessado. No outro dia, Henri estava na escola, novamente, chegou antes do trio de amigos, e estava na frente da porta concentrado em seu livro. Lyla fala que é irritante o fato dele sempre chegar cedo, e Clement diz que sua teoria é que Henri usa algo chamado "despertador". Logo, Novarra chega, e Henri e os outros alunos entram para a sala. Lyla narra que Novarra parece gostar de Henri, por ele ser um bom aluno, e responder tudo corretamente; Lyla fala também que ele aparenta só falar na sala. Mais tarde, ainda na escola, Henri está novamente na porta da sala, sem seu livro, e finge que Lyla não está lá, Lyla sorri, mas ele não reage, e ela afirma que não sabe como lidar com ele. Jessica, alguns minutos depois, aparece, e empurra Lyla encima de Henri, este a segura, não deixando ela cair, e ela fico pressionada nele; Jessica saiu, rindo com suas amigas; Lyla se recupera rápido, mas Henri segura seu braço com firmeza, e eles continuaram agarrados, Lyla pensa também, que ele tem um ótimo cheiro. Derrepente, Henri volta a si como se tivesse a segurado sem o consentimento do seu cérebro, e a solta bruscamente, Lyla pensa que ele agiu brutamente demais para o gosto dela, ela pede desculpas e diz que não viu Jéssica chegar, ela pergunta se o machucou, e novamente ele responde com um "não" seco. Ela agradece por ele a ter segurado, caso contrario ela estaria beijando o chão. Lyla fala que ele tem um reflexo abençoado, e ele concorda; Logo, a professora chega, atrapalhando a conversa de ambos. Mais tarde, Clement fala que soube de Lyla agarrada pelos braços de Henri em frente a sala de algo, Lyla pergunta como, Clement afirma que foi o Nathan que viu de longe; Eles conversam, e Lyla explica tudo que houve, Jessica afirma que ele é muito cavalheiro, mas Lyla diz que tentou falar com ele, porém comunicação não é o forte do Henri. Mais tarde, no quarto de Lyla, Alex afirma que soube que ela e Henri estavam de namorico, e Lyla explica que ela caiu encima dele e ele a segurou. Na hora de dormir, Lyla afirma que ele tem um ótimo reflexo, e que ele não hesitou em segura-lá no último segundo, e depois ela disse que qualquer um a seguraria. Porém, ela gostou do Henri ter a segurado; Logo, diz para si mesma para não criar histórias, e que o Henri não é seu "tipo". No outro dia, Henri está no corredor, cercado pelos moletons. Os moletons falam sobre o Henri ter os zoado ontem, e Henri fala que quer apenas passar, e os moletons falam que querem apenas falar com ele, e colocam-no pressão rindo sinicamente, e falam que dessa vez a Lyla não está para defende-lo, e eles o chamam de covarde, por se esconder atrás de "uma guria"; Lyla, de repente aparece, corrigindo o Moletom n° 3, o Moletom n° 2 pergunta se ela está por lá, e Lyla pergunta se ela sentiu sua falta, sendo respondida com "talvez". Os moletons pedem para Lyla deixá-los resolver aquilo somente entre homens, Henri estava muito quieto, realmente encurralado. Ele se aproximou, mas Lyla deu uma chave de braço nele contra a parede do corredor, e fala pra ele nem pensar em toca-lá. N° 2 diz para soltá-lo, e Alex aparece na hora, os Moletons saem por ameaça de Alex, e Alex percebe a presença de Henri, que nem se mexeu. Lyla fala para Alex que já vai, e Alex disse que se não fosse logo iria de ônibus, e Alex sai. Lyla pergunta para Henri se ele estava bem, mas ele responde com "Para, não preciso de você", Lyla diz "mas, mas...", e ele diz para ela não ter pena dele, e que ela não a seguisse mais, e sai. Lyla o segura pelo braço, e lhe dá algumas patadas, Henri diz que o comentário a ofendeu, e que mexeu com o ego dela. Lyla fica brava, por achar que iria receber um obrigado, mas não recebeu nem mais nem menos, e Lyla notifica que ele é igual à aqueles babacas que ficam caçando briga, e que ele merecia ficar com a confortável solidão, e que ela faria de tudo para não o importunar mais. As palavras de Lyla fizeram ele ficar quieto.